Radiestesia

    Radiestesia  significa "sensibilidade a vibração": Radius, do latim significa radiação, vibração e aisthesis, do grego que significa sensibilidade. É a Possibilidade de captar as radiações de energia de seres, ambientes e objetos.

    Ficou conhecida na idade média como rabdomancia ("advinhação pela varinha", "forquilha"), devido o instrumento utilizado que era a varinha de prospecção, uma forquilha feita de metal ou madeira.

    Existem muitos registros históricos que mostram que a radiestesia era utilizada pelos povos antigos como os peruanos, chineses e os egípcios. Foram encontradas até pinturas em cavernas que sugerem utilização da radiestesia, mostrando que o homem sempre esteve contato com a mesma.
Chegou a ser condenada pela igreja como bruxaria e feitiçaria.

    A radiestesia é muito utilizada até hoje para encontrar lençóis freáticos (para escavação de poços), objetos, animais ou pessoas perdidas, minérios, e detecção de energias negativas ou positivas. O sucesso no trabalho da radiestesia exige muita dedicação e treinamento do radiestesista. É uma "ciência" muito séria e desde que utilizada corretamente, promove resultados muito satisfatórios. Também é utilizada combinando suas potencialidades com as da radiônicaRadiônica:  A Radiônica permite alerar a realidade através da emissão de energia, atuando na alteração das frequencias energéticas.Para saber mais: leia nosso artigo sobre Radiônica., que permite manipular a freqüência energética, o que se torna útil para muitas finalidades, inclusive praticas terapêuticas.

    Não existe comprovação cientifica reconhecida dos resultados da radiestesia, no entanto, principalmente em países da europa, ela é muito utilizada e muito respeitada, a ponto de que as autoridades contratam radiestesistas para auxiliar em casos importantes.
Os radiestesistas se dividem em duas grandes correntes: Os que acreditam que a radiestesia é uma resposta da mente do radiestesista (operador), que são chamados de radiestesistas mentalistas, e os que acreditam que a radiestesia é fruto de forças desconhecidas.

    Os instrumentos mais conhecidos utilizados na radiestesia são: o pendulo, o dual rod, o aurimetro e as placas ou graficos radiestésicos.

    Basicamente os instrumentos de radiestesia detectam energias, mas de acordo com o contexto da situação e a necessidade do radiestesista, são escolhidos os aparelhos que melhor lhe servem para determinada finalidade. Abaixo temos uma pequena lista de instrumentos:

    Gráficos radiestésicos: Também chamados de Pranchas Radiestésicas, são gráficos utilizados para auxiliar na obtenção de unidades de medidas para trabalhos radiestésicos e trabalhos de radiônica: seleção de cores, localização de pessoas ou objetos, órgãos doentes no corpo humano, fatores causadores de alergias para uma pessoa, tratamentos mais indicados para uma pessoa, entre outros.
Com prática e estudo, os radiestesistas podem desenvolver gráficos que atendam suas necessidades.
A figura acima é um exemplo de grafico radiestésico, chama-se Gráfico Geral, utilizado para obter unidades de medida de qualquer grandeza convencionada.

    Forquilha: pode ser de madeira ou metal, e outros materiais. Utilizada para encontrar veios de água subterrâneos e minérios. Muito utilizado ainda hoje em áreas rurais.

    Pêndulo: consiste em um peso preso por um cordão ou fio, ambos podem ser de diversos materiais, mas existem alguns destinados a finalidades especificas com por exemplo o pendulo cromático que facilita o trabalho envolvendo cores e o pendulo de madeira para trabalhos de diagnóstico humano.

    Dual Rod: duas astes de metal paralelas que servem para detectar energias e diagnosticar falhas energéticas no corpo sutil.

    Aurameter ou Aurímetro: foi inventado por um radiestesista chamado Verne Cameron. É um pendulo preso a um arame, muito sensível, e serve para inúmeras utilidades, entre elas detecção de energias e seus fluxos. Utilizado para medição da aura humana e rotação dos chacras.

Publicado por: Fernando Ribeiro da Silva